Gift voucher, offered on arrival for all bookings fully paid by 28.02.2019 :
The voucher (value 5% of the booking) is valid for use in the Thalasso or Wi-Fi or drinks and ice creams from the bar (not for meals).

A flora córsica, 2.500 plantas selvagens e endêmicas do litoral e da montanha...

Camping naturista na França, vagas, barracas mobiliadas
Casa de temporada 4 estrelas para turismo naturista na França
O Centro de Talassoterapia naturista

A flora córsica, 2.500 plantas selvagens e endêmicas

A flora córsica, 2.500 plantas selvagens e endêmicas do litoral e da montanha...

    Uma flora córsica rica e específica

Do nível do mar ao cume do Monte Cinto, a 2.706 m, várias escalas de vegetação se sucedem, fazendo da Córsega uma exceção no Mar Mediterrâneo. Insularidade, heterogeneidade e diversidade de habitats em pequenas distâncias, encontramos aqui uma flora nativa rica e cheia de contrastes.

Além de muita história... A exportação massiva de madeira na Antiguidade destruiu a maior parte da floresta, atualmente substituída pelo maqui. A vinha, a oliveira e a figueira foram introduzidas na Córsega pelos gregos, a castanheira, por sua vez, pelos genoveses; quanto à tangerina, ela apareceu ao longo do século XX.

22.500 espécies vegetais estão presentes na ilha, dentre as quais, 140 endêmicas na Córsega e 80 endêmicas na Córsega e na Sardenha. O isolamento criou certas características originais em relação a espécies mais comuns e presentes em outras regiões.

    A flora do litoral córsico

Nas encostas quentes do litoral cresce uma flora mediterrânea, onde coabitam flora exótica (figueira-da-barbária, tamargueira, pita, babosa, eucalipto...) e plantas da garrigue e do maqui (sabina-da-praia, oliveira silvestre, cade, lentisco, pinheiro, tomilho, alecrim, cisto, lavanda, carvalho, vinha-branca, urze arborescente, murta, abrótea, erva-doce, imortal...).

Nas dunas, encontramos plantas específicas adaptadas à maresia, ao vento e ao calor intenso: cordeirinho-da-praia, perrexil-do-mar, malmequer-da-praia, rúcula-do-mar, cítiso, gravatá, capim-moirão, trevo, alfafa marinha, papoula Glaucium flavum, senécio-marítimo, malva-real, asterisco.

    O maqui córsico

De vegetação mais rasteira que uma floresta e sempre verde, o maqui cobre 40% do território. Ele cresce até altitudes de até cerca de 1.000 metros. Denso, perfumado, invasivo, fechado e espinhoso, ele coloniza os solos abandonados. Ele é principalmente composto de medronheiros, urzes, cistos, cítisos, imortais, murtas, tomilho, alecrim, lentiscos, abróteas, cíclames, vinhas-brancas, salsaparrilhas, madressilvas, amoreiras e azinheiras. Perdidos no maqui, é possível encontrar sobreiros ou oliveiras, remanescentes de antigas culturas.

O maqui é o habitat dos animais selvagens e, no outono, igualmente dos cogumelos, mais de 500 espécies a serem descobertas nos sub-bosques: viscos, boletos, cogumelos girolle, cogumelos-de-leite, amanitas, cogumelos pé-de-carneiro, cogumelos morel, cogumelos hidno-imbricado, cogumelos tortulhos, cogumelos trombeta, cogumelos russula emética, cogumelos trompetas-da-morte, cogumelos cantarelo e os famosos boletos “bronzeados”, carnudos e perfumados.

    A flora da montanha

Isoladas ou nas florestas, numerosas espécies povoam a montanha: pinheiro-larício-da-córsega endêmico, azinheiras, carvalho séssil ou pétreo e pubescente, teixo, pinheiro-marítimo, faia, amieiro perfumado, abeto, cedro, crocus, heléboro, dedaleira, erva-coalheira...

A partir de 2.000 m, a flora se contrai para deixar lugar às frutíferas anãs (zimbro anão, bérberis) e a gramados naturais repletos de fontes, denominadas “pozzine” onde uma flora específica se desenvolve: nardo, carriço, junco, ranúnculo, cinco-em-rama, bonina…

    Algumas flores a serem descobertas

Encontramos numerosas flores selvagens ao percorrermos a Córsega. Elas margeiam os caminhos, floreiam as dunas, alegram as pradarias ou crescem nos sub-bosques ao abrigo da luz. Determinadas espécies de flores se se desenvolveram de modo específico na ilha, criando assim das variedades endêmicas não encontradas em nenhum outro lugar: crócus (crocus corsicus, o açafrão da Córsega), orquídeas (ophrys de Conrad, orquídea de Nurra...), cólquico, violeta, romulea, acônito, alho, aquilégia, margarida-vulgar, cíclame, tagete, dedaleira, imortal, milfurada, margarida, miosótis, hortelã, gatária, ranúnculo... E a mil-em-rama da Córsega (pinguicula corsica), pequena planta endêmica carnívora com belas flores violetas encontradas nos “pozzines”.

Descobrir a Córsega...

Espaço
  • A fauna córsica

    Pássaros, mamíferos, anfíbios...

  • Os produtos regionais

    Produtos córsicos a serem degustados...

  • As paisagens córsicas

    Praias e montanhas nevadas...

  • A cultura córsica

    Cultura e tradições da Córsega...

  • O patrimônio córsico

    O patrimônio construído da ilha...

  • A gastronomia córsica

    Descobrir a cozinha tradicional córsica...

  • A Córsega na França

    A Córsega é uma região francesa...

+33 (0)4 95 38 81 10
AlojamentoEspaço Parcela

Qualité Tourisme - Logotipo